19 ºC 30 ºC Rio de Janeiro
(21) 2542-2132 ouvinterj@band.com.br (21) 99623-6060
Comércio ilegal de cigarros representa mais de R$ 400 milhões de impostos não arrecadados em 2017 - Editoriais - Band News FM
Plantão

Economia

Texto:
+
-

Comércio ilegal de cigarros representa mais de R$ 400 milhões de impostos não arrecadados em 2017

O esquema envolve grupos milicianos, que encontraram no negócio uma das principais fontes de renda

00:00 / 00:00

Mais de R$ 400 milhões deixaram de ser arrecadados em impostos no ano passado no Rio de Janeiro por causa da comercialização ilegal de cigarros contrabandeados, que já representam 60% do mercado de tabaco no Estado. O esquema envolve grupos milicianos, que encontraram no negócio uma das principais fontes de renda.

Por causa do crescimento do contrabando, o comércio ilegal movimentou cerca de R$ 1 bilhão em 2017, segundo os dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial. Cerca de 6 milhões de cigarros vindos principalmente do Paraguai circularam somente aqui no Rio de Janeiro, mais que o dobro de 2015, quando eram 2,3 milhões de unidades. O levantamento aponta ainda que a maior parte das cargas contrabandeadas chega ao Rio por meio de rodovias federais.

Atualmente, o cigarro é o primeiro na lista de produtos contrabandeados no Brasil, somando dois terços de toda a mercadoria ilegal do tipo que circula no país. Com a redução na arrecadação dos impostos, o advogado tributarista Gabriel Quintanilha aponta que os prejuízos são da própria população.

Em julho, a Polícia Civil prendeu mais de 20 integrantes de uma milícia envolvida no contrabando e venda de cigarros paraguaios, que contava com a participação de policiais e agentes penitenciários no esquema. Com o material recolhido, os policiais pretendem aprimorar as investigações a fim de realizar novas operações no Rio de Janeiro.

Confira a reportagem completa clicando no player de áudio.

Por Maíra Gama, às 08/10/2018 - 18:41

NEWSLETTER
OU