TRANSPORTES

Metrô Bom
Navio Bom
Trem Bom
Avião Bom
Mangaratiba pode perder o quarto prefeito em menos de quatro anos - Editoriais - Band News FM

Poder Executivo

Texto:
+
-

Mangaratiba pode perder o quarto prefeito em menos de quatro anos

Alan Bombeiro é acusado de compra de votos durante um churrasco para eleitores em setembro do ano passado quando era candidato

Por Michael Verisismo, às 11/03/2019 - 16:09

00:00 / 00:00

A defesa do prefeito negou a acusação (Foto: Reprodução | Prefeitura Mangaratiba)

Uma manifestação pela saída do prefeito de Mangaratiba, Alan Bombeiro (PSDB), está marcada para às 10h desta terça-feira (12), em frente ao fórum do município da Costa Verde Fluminense. O chefe do executivo é acusado de compra de votos durante um churrasco para eleitores em setembro do ano passado quando era candidato.

No mesmo dia do protesto, uma audiência para instruir testemunhas apontadas pelo Ministério Público do Rio e pela defesa do alcaide será realizada na comarca da cidade.

Em caso de cassação, Mangaratiba pode perder o quarto prefeito em menos de quatro anos. Eleito em 2016, Aarão de Brito teve o mandato revogado dois anos depois por estar inelegível quando registrou a candidatura. Com isso, em junho de 2018 o então presidente da Câmara, Vítor Tenório, assumiu o comando do município. No entanto, ficou apenas três meses no poder, pois foi suspenso após gastar mais de R$ 17 milhões em viagens para cidades turísticas do Brasil, a pretexto de custear treinamentos e cursos. Ele é considerado foragido pela Justiça. Depois, foi a vez de Carlos Charles Graçano assumir a prefeitura de forma interina, até que Alan Bombeiro fosse eleito.

Moradores de Mangaratiba reclamam da instabilidade política. Durante as eleições suplementares de 2018, o Tribunal Regional Eleitoral recebeu mais de 11 denúncias sobre o candidato Alan Bombeiro. Fotos do evento também foram encaminhadas ao órgão.

Em nota, a defesa do prefeito negou a acusação e disse que o churrasco foi realizado entre amigos após uma agenda de campanha, sem qualquer tipo de corrupção eleitoral.

Já o MP disse que das 12 denúncias recebidas pelo órgão, seis delas acusavam Alan Bombeiro de cometer crime eleitoral.

Procurados, TRE e Prefeitura de Mangaratiba ainda não se pronunciaram.

NEWSLETTER
OU