19 ºC 30 ºC Rio de Janeiro
(21) 2542-2132 ouvinterj@band.com.br (21) 99623-6060
TSE cassa candidatura de Garotinho ao Governo do Rio - Editoriais - Band News FM
Plantão

Eleições 2018

Texto:
+
-

TSE cassa candidatura de Garotinho ao Governo do Rio

O político está proibido de fazer campanha no rádio e na TV

00:00 / 00:00

Garotinho foi governador entre 1999 e 2002 (Foto: Reportagem BandNews)

Depois de ser impedido pelo Tribunal Superior Eleitoral de concorrer ao Governo do Rio, Anthony Garotinho afirma que vai tentar reverter a decisão em duas frentes. A defesa do candidato vai entrar nesta quinta-feira (27) com um efeito suspensivo da condenação por improbidade administrativa no Superior Tribunal de Justiça, e também com um recurso no Supremo Tribunal Federal contra uma condenação por calúnia, que também foi levada em conta na decisão.

Baseado na Lei da Ficha Limpa, o Tribunal Regional Eleitoral do Rio já tinha barrado a candidatura do político, mas os advogados de Garotinho recorreram ao TSE. Os ministros negaram recurso da defesa por unanimidade.  decisão tem efeito imediato, e com isso Garotinho fica impossibilitado de fazer campanha e veicular propaganda eleitoral no rádio e na TV.

O ex-Governador do Rio é suspeito de participação em um esquema que desviou mais de R$ 234 milhões da Secretaria de Saúde, na época em que era o titular da pasta, na gestão da esposa, Rosinha Garotinho, frente ao Executivo Fluminense. Garotinho disse considerar a decisão do TSE uma violência, e defende que ela é baseada em informações equivocadas do Tribunal de Justiça do Rio.

Nas últimas pesquisas de intenção de voto, Anthony Garotinho aparece em segundo lugar, empatado com Romário (Podemos), atrás de Eduardo Paes (DEM). Para o político, o impedimento da candidatura vai de acordo com os interesses de rivais políticos.

Garotinho se mostrou confiante de que o STF reverta a decisão, mas fez duras críticas ao Tribunal de Justiça do Rio que, segundo ele, baseou a condenação em provas equivocadas. De acordo com o TSE, o nome do ex-Governador vai aparecer nas urnas e os votos serão armazenados, caso a decisão seja revertida. No entanto, os votos destinados a Garotinho vão ser computados como nulos. Ele também fica impedido de votar. Caso não consiga concorrer nas Eleições, o ex-Governador afirmou descartar a possibilidade de apoiar outros candidatos.

Por Luiza Muttoni, às 27/09/2018 - 11:50

NEWSLETTER
OU